Finalmente as aulas práticas!

tumblr_n3si1ar6Pt1qco3pqo1_250tumblr_n3si1ar6Pt1qco3pqo3_1280

Hey gente, tudo bem? (Ainda tem alguém que lê isso aqui? Hahaha Espero que sim, né.) Fiquei bastante tempo sem atualizar pois não tinha novidades nenhum para contar. Então vamos para o que interessa, terminei minhas aulas teóricas e provavelmente irei fazer a prova dia 06 de agosto. \o/ Aê, agora sim estou vendo meu processo andar, devagar, porém indo em direção certa. Em breve já vou poder correr direto para STB e iniciar tudo. Estou feliz e com um pouquinho de medo dessas aulas práticas de direção. Mas só sei que foi um alívio terminar aquelas aulas aulas de legislação (bleh super chatas). Mas e aí, como estão o processo de vocês? Alguém aí na mesma situação de tirar CNH? Beijos! xo

Dicas para aprender inglês: Como eu aprendi. (Parte 1)

Image

 Hey gente, o post de hoje vai ter bastante dica de como melhorar seu inglês. Muita gente abordou a questão de estar preocupada com o próprio inglês no meus comentários, então resolvi escrever esse post com o título  “Dicas para aprender inglês: Como eu aprendi.” porque foi como EU aprendi. Não significa que você pode deixar de fazer um curso de inglês e seguir minhas dicas que vai você irá aprender de uma hora pra outra. Quem dera, né? Até porque levou alguns anos e muita prática até que eu chegasse no nível “intermediário quase fluente”. Mas o intuito aqui é ajudar vocês de alguma forma. E se ajudar, me avisem, viu? Então vamos começar.

1) Seriados

Image

Grande parte do meu vocabulário eu consegui e ainda consigo melhorar e ampliar assistindo seriados. Você consegue pegar várias gírias e aprender palavras novas. Aconselho também assistir o seriado sem legenda porque melhorou 100% meu listening. Mesmo que você não entenda o significado de cada palavra, você consegue pegar todo o contexto. Pegue um dia todo para assistir aquele seu seriado favorito. E se quiser até anote as palavras novas para memorizar e ver o significado depois.

2) Vídeo aulas

 

Image

O que não falta são canais para aprender inglês de vários tipos no YouTube, certo? São tantos que eu sempre fico perdida com tantas opções para assistir. Mas, finalmente encontrei um canal que me ajudou MUITO, principalmente em relação a pronuncia de palavras em inglês. Sempre que tenho dúvida sobre certa palavra, tento encontrar um vídeo sobre. E o canal se chama engVid . Esse canal contém não somente um professor mas vários professores que dão vídeo aulas, e isso tudo em inglês. Mas quem quiser uma dica de qual professor escolher, eu sempre assisto com o James, esse da foto acima. Além de explicar super bem, ele é bem divertido. (Link do canal dele: https://www.youtube.com/user/JamesESL)

3) Sites de bate-papo

Image

Acho que todo mundo conhece ou já ouviu falar do Livemocha, né? Ele é o mais popular de todos. Na minha minha opinião ele é uma ferramenta ótima para aprender inglês. E também na minha humilde opinião foi conversando com gringos que o meu inglês passou do básico para um nível beeeeem melhor.

Mas aí vem a pergunta: “Mas Marjorie, encontrar um gringo para conversar em cada esquina não é tão fácil assim, por favor.”  E eu concordo, a maioria quer falar besteira. Por isso o ponto de interrogação ali no site Omegle, que você pode optar a opção de usar ou não a webcam. (Aonde aprendi e peguei muitas gírias e perdi parte da minha timidez de falar inglês.) E bota besteira nisso, mas não vou generalizar de forma alguma. Já encontrei muitos gringos tanto no Omegle e no chatroulette que queriam sim apenas conversar. Então se você é um pouco mais mente aberta, uma vez ou outra nesses dois sites você vai tirar algo positivo. OMEGLE E CHATROULETTE SÓ ACIMA DE 18 ANOS, POR FAVOR. Não quero ser culpada de alguém entrar no site e ver dirty stuff, HAHAHA. E lógico que existe outros sites além desses e a maioria eu encontro nesse grupo do facebook “Auto-didatas em inglês”, que eu SUPER indico. Então se você ficou curiosa e quer encontrar mais sites desse tipo só entrar aqui (Link do grupo: https://www.facebook.com/groups/autodidatas/)

Espero que tenham gostado. Não esqueçam de comentar. 😉
Parte 2 em breve.
xo

Update: Teste Psicotécnico

Image

 

Hey gente, tudo bom? Novo layout, gostaram? Espero que sim. 😉
O blog está voltando a ativa novamente. Yaaaaaaaaaaaay.
Eu fiquei ausente esse tempo pois estava completamente sem novidades sobre o meu processo. Porém, agora sim meu processo vai REALMENTE começar. Me matriculei na auto escola semana passada e meu teste psicotécnico é na segunda-feira, para depois eu começar as aulas teóricas. Se eu estou um pouco ansiosa? Imagina. *puro sarcasmo*. Mas ao mesmo tempo super feliz de saber que é a última etapa de requisito que preciso para entrar no programa. E depois que você entra, dizem que o tempo voa e quando você se depara já está quase embarcando. Confesso que estou doida para chegar nessa fase e sentir isso.
Eu estou só um pouquinho preocupada na questão das aulas práticas depois, pois nunca peguei em um carro antes.E tem pessoas que demoram anos para conseguir passar. E também tem pessoas que nunca pegaram em um carro antes e passam de primeira. Então pensamento positivo, né? Alguém aí está no processo de tirar carteira também? Alguém aí trancou a faculdade porque decidiu ser au pair e encontrou o coordenador do seu curso na rua e ele disse que é para você pensar melhor antes de se arriscar assim? ( E genteeeeee, me conta como anda o processo de vocês nos comentários, em qual parte estão, etc. E se quiser meu facebook, email, skype, só pedir, viu? Vamos ser amigas. \o/) Ah, com certeza bate dúvidas. E MUITAS. Mas estou bem firme na minha decisão apesar de tudo. É o meu sonho e nunca pensei que seria fácil. Ainda mais quando você esta mais perto de fazer 20 anos e a pressão aumenta. Mas enfim, deixo esse assunto pra outro post, acabei empolgando e fiquei sentimental *tpm is coming for sure*. HAHAHA.

xo

Novidades: Teste de Inglês da STB.

Primeiramente, eu passei. EU PASSEI. I’m feeling so happy.

Agora vou contar para vocês como foi tudo. Desde o início. Vai ser meio longo, mas não tenham preguiça de ler, hein?

Então, desde o primeiro dia que eu já tinha a data do meu teste oral de inglês na STB eu já comecei a pesquisar na internet sobre possíveis perguntas que a minha orientadora iria fazer. Eu sabia que não iria achar as exatas perguntas da entrevista, claro. Não achei muita coisa, pra falar a verdade. Cada um dizia uma coisa e aquilo só aumentava minha aflição. Assisti várias vídeo aulas em inglês, anotei mais de 20 possíveis perguntas em inglês em um caderno, etc. No final, apenas foquei em 5 perguntas na qual eu achei que seria mais provável ela perguntar….do tipo: como foi foi sua experiência na daycare, o que você gosta de fazer no seu free time, descreva sua família, o que seus pais fazem, como você passava o tempo com as crianças, etc. Pra quando ela perguntar eu meio que teria já um “script” na minha cabeça e não surtaria. Bem básico. Mas gente, eu quebrei a cara. Ela não me perguntou NENHUMA das perguntas que eu esperava.

Ou seja, as frases que eu já tinha treinado pra falar e estava confiante foi tudo pro ralo. Porque eu nunca tinha falado inglês desse jeito antes, então estava com medo sim. Então na primeira pergunta meu coração estava super acelerado, eu estava super nervosa e eu meio que dei uma travada. Normal, já que eu não falo inglês como deveria. Só leio e escrevo MUITO. Então sobre o meu listening eu estava realmente confiante.
As perguntas foram mais focadas em situações que poderia acontecer enquanto você estivesse lá nos Estados Unidos, se sua host children caísse no parque o que você iria fazer, se ela estivesse brigando com uma outra criança por causa de um brinquedo como você lidaria com essa situação, o que você faria se você visse que a criança estava sem o cinto de segurança no carro, se você acha que dirigir com neve vai ser difícil, como você lidaria se sua host family brigasse contigo ou descordasse de algo que você falasse, como reagiria se você não concordasse com os métodos disciplinares da sua host family, o que você pretende fazer quando sentir homesick, como você acha que são os costumes americanos, como você acha que sua host family vai ser, porque você quer ser Au Pair, descrever como você acha que vai ser seu schedule…. basicamente isso. Pelo menos as perguntas que eu lembro. As perguntas não são tão básicas e você precisa sim ter um vocabulário mais amplo. Graças a Deus eu consegui responder praticamente todas sem pedir que ela repetisse. E no final ela elogiou meu inglês e disse que a entrevista foi ótima e que eu deveria manter meu inglês desse jeito.

E o teste psicológico que é tranquilo e são 75 perguntas. Do tipo ”Você é do tipo que usaria uma roupa bem sexy para ir trabalhar” “Você é uma pessoa que gosta de sempre ser o centro das atenções”, esses tipo de coisa. Esse já é escrito, apenas pra circular a resposta de acordo com “never, sheldom, sometimes, often, very often” Meio cansativo mas okay.
Então é isso, guys. É a novidade de hoje. Espero que tenham gostado do post e qualquer dúvida podem me perguntar. 😉
Beijos! xo

Playlist para viagem.

playlist viagem

Playlist para quem já está com as malas prontas  ou pra quem está com aquela vontade de viajar (que é o meu caso).

“Travel tunes for wherever you are adventuring, wandering, & meandering. soak in your freedom.”

Enjoy. 😉
xo

Visita STB + Teste de Inglês

 

visita STB

Hey, guys! (Eu sei que no momento ninguém lê meus posts porque ainda não “divulguei” o blog  mas né. Se você lê, não se hesite em deixar um comentário e me fazer ver que não sou tão forever alone assim. 😉 Haha.)
Hoje eu fui na STB, minha agência escolhida, para saber dos valores atuais do programa (porque na verdade eu já sabia praticamente tudo sobre ser Au Pair, como funciona, etc) até porque eu já tinha ido lá ano passado. O valor do programa está $600 – pra ser exata, R$ 1.476,00 reais, no câmbio de hoje. Dollar, vamos abaixar um pouco mais, meu bem? – Enfim, pelo menos o valor está mais baixo do que dá última vez que eu chequei.

2aaa

3aaa
Minha futura orientadora foi super simpática, estou super feliz de ser alguém que entende mesmo do assunto, que  respondeu minhas perguntas atenciosamente e já me deu algumas orientações. Que no caso foi:
– Tirar meu passaporte
– Tirar carteira de motorista
É o que eu preciso. Então sim, eu indico a STB, guys. Ótimo atendimento.
(Ps. Antes eu pensava que o workshop era em New York mesmo mas é em New Jersey. Mas parece que chegamos em NY, rola uma tour e depois o workshop. Foi o que eu entendi.)
Continuando, apesar de ser necessário tirar a carteira de motorista antes de dar início no programa, eu já agendei meu teste de inglês. Vai ser no dia 04 de fevereiro e vai ser menos uma coisa pra me preocupar.  E claro, logo depois irei contar aqui quais foram as temidas perguntas do teste. – Espero que não seja tão temido assim, haha. – Mesmo assim já estou kinda freaking out. Idk. E sim, sou muito ansiosa.

São essas as news do momento, cya. xo

To Do List

Image

Pretendo fazer desse blog, por enquanto, um “diário” até eu começar realmente a postar todo o processo do programa Au Pair. Tenho bastante coisa pendente até chegar lá, mas eu já sabia que é um processo longo. Meu atual goal para 2014 é que esse ano seja um ano de aprendizado, um prazo que estou me dando pra me preparar pra embarcar nessa nova etapa da minha vida. Tanto fisicamente como mentalmente. É o ano que vou dar o meu melhor para alcançar meu objetivo. Aqui segue a lista (de algumas coisas, acho que haverá mais posts desse tipo, pois a lista é meio grande, haha.) que pretendo realizar:

Eat Clean –  Meu corpo já se cansou de junk food. Não tem nada de errado você comer besteiras, contanto que isso não prejudique sua saúde. Sempre tive muita motivação nas nunca levei a sério na prática. Cuidar da saúde é algo essencial. Então chegou a hora de eat right and exercise.

Tirar carteira de motorista – Único item na lista de requerimentos para ser Au Pair que eu ainda não tenho. Yay, apenas um item.

Dare to dream big, Au Pair. – Irei na STB semana que vem rever os valores do programa e finalmente sentir que estou no processo. E procurar se na minha cidade tem o curso direcionados para quem quer ser Au Pair.

Work a little harder – Irei me forçar a estudar inglês todos os dias. Incluindo muitos vídeos e livros. E perder essa timidez de fazer inglês. Don’t be so shy, Marjorie.

Colocar aparelho – Auto-estima irá melhorar 100%.

Love Yourself More – Aprender a me aceitar, a me amar, amar meu corpo. Ser menos crítica em relação a mim mesmo.

Be Patient – Não ser tão ansiosa em relação a tudo. Just let it be.

Por enquanto, that’s all.

Apresentação.

Image

Eu fiquei pensando um bom tempo de como seria o primeiro post do blog. Como o próprio nome do blog já diz ”Wanna be Au Pair”  Me chamo Marjorie. Podem me chamar de Má or Marj também. Tenho 19 anos, estou em busca do cliché sonho americano. Como já comecei esse sonho desistindo de muitas coisas, sei que não vai ser fácil. Como minha quote preferida diz ”Nothing worth having comes easy. ” Eu decidi ser Au Pair ano passado, eu já havia pesquisado bastante sobre outros programas de intercâmbio, porque eu já vinha tentando (há BASTANTE tempo) achar um programa que me levasse para os Estados Unidos de um jeito mais rápido possível e econômico. Primeiro eu comecei pesquisando intercâmbio + faculdade pela agência CI (Onde descobri sobre o programa Au Pair), que sempre me chamou atenção pelo o tanto de programas que eles oferecem. Mas logo minhas expectativas caíram, o pragrama que proporciona você a estudar no exterior é super expensive e você teria que ter uma quantia em torno de $1.000,00 reais por mês para sobreviver lá, (comprar livros, alimentação, extra money para você gastar e blá blá blá) mais pagar a faculdade. Quem já pesquisou sobre faculdade lá fora, sabe o que eu estou falando. E também tem de você ter a sorte grande de ganhar uma bolsa em uma faculdade lá, mas eu não faço o requisito nem um pouco. Fazer esportes, ter um boletim escolar exemplar….sou totalmente o oposto. Aí finalmente a moça super simpática da CI, reparou com o meu espanto dos preços e disse ”Tem um programa aqui que você nem vai acreditar o preço!” Eu logo pensei que ela ia falar um preço absurdo achando baratissímo mas ao contrário do que eu imaginava, ela falou que esse tal programa ficava em torno de $1.400 – Logo pensei que iria para os Estados Unidos no dia seguinte, coitada de mim. – mas em comparação aos outros programas todas nós sabemos que o Au Pair é o mais barato. E eu nunca tinha escutado falar nada sobre Au Pair, então eu fiquei toda animada. A moça-super-simpática me explicou o programa Au Pair todo, me deu todos aqueles folhetos e voltei para casa com um objetivo já formado: Ter as 200 horas com criança (Que no exato momento já estou fazendo trabalho voluntário com crianças em dois lugares para conseguir as horas mais rapidamente. O próximo post irei falar mais detalhadamente de como consegui, de como está sendo e tudo mais.) + tirar carteira de motorista. Sim, não dirijo ainda. Pretendo ir com a agência STB, foi a que mais me conquistou depois de procurar referências em blogs. Acompanho vários blogs de garotas que são Au Pair e de garotas que ainda vão ser – Como eu, 2014/2015 here i go! – então todo comentário que eu receber aqui no blog vou ter um carinho enorme, então sejam bem-vindas e sintam-se á vontade em deixar dicas, conselhos, pois tudo para mim é válido. Não esqueçam de comentar! 😉 xo